terça-feira, 19 de fevereiro de 2008

Leitura noturna

Lá em casa, ler é tão natural, necessário e básico quanto respirar. Temos uma grande estante branca, que adoro, cheia de livros que fomos adquirindo ao longo dos anos, e é meu xodó. Temos uma seção só com livros sobre magia, que volta e meia, Lucas pega para ver as figuras. Ele tem sua própria estante, com seus livrinhos infantis, e a coleção já está bem grandinha. Estou sempre lendo para ele, da Turma da Mônica ao Sítio do Pica-pau Amarelo, passando por suas revistas Recreio (jogar fora nem pensar, mesmo as detonadas) e seus cadernos de atividades do Coquetel (excelente para crianças pequenas, aliás). Sempre o deixei à vontade para pegar o que quisesse antes mesmo de começar a engatinhar, só deixando fora de seu alcance o que não pudesse ser amassado ou eventualmente rasgado.

Domingo passado compramos alguns livros, entre eles os três primeiros "Harry Potter" (pois é, ainda não tínhamos em casa!). Lucas na mesma hora pediu que eu começasse a ler o primeiro naquela noite, antes de dormir. Ele é fã dos filmes, e adora assistir à "Pedra Filosofal", apesar de não entender quase nada do que está acontecendo, ou melhor, entender tudo dentro da sua lógica de jardim-de-infância, o que equivale a um outro filme completamente diferente na sua cabeça! Então lá fui eu me aconchegar em sua caminha, com ele deitado ao meu lado. Fui lendo e ele atento a cada palavra, me interrompendo de vez em quando para perguntar algo que não tinha entendido. Quando percebi que o sono já estava se instalando, parei (isso foi depois de umas três páginas), dei boa-noite, e ele dormiu quase instantaneamente. Desde então tenho lido um pouquinho a cada noite, e estamos no capítulo dois. Acho graça que ele se interesse por esse livro tão cedo, mas como não tem nada demais, vou lendo. É desse jeito que vamos passando nosso amor por livros, e assim ele vai respirar literatura como nós... Espero!

1 comentários:

Vitóriah disse...

Pensa bem Nydia, os primeiros passos já são bem evidentes. Logo logo ele mesmo estará devorando livros e mais livros. Quanto mais cedo, mais cedo é o gosto pela leitura.
Parabéns pelo incentivo!