quarta-feira, 6 de fevereiro de 2008

Lavanda

Compramos ontem uma linda muda de lavanda (memória afetiva: o rótulo do perfume Seiva de Alfazema, com aquela camponesa cercada de pés de lavanda, que minha irmã mais velha usava na década de 70), e mal posso esperar para ver as primeiras flores. Na magia, ela é muito usada em feitiços de amor , para meditar, recuperar a saúde e para proteger de energias ruins. É também um super anti-depressivo. Soube que durante a Peste Negra, os fabricantes das luvas de Grasse, França, não adoeceram por usarem lavanda para perfumar o couro das luvas.

É o tipo de planta Bombril, com mil e uma utilidades: afasta as traças se usadas como sachês em armários e gavetas, afasta também mosquitos, se borrifadas em janelas, seu óleo limpa ferimentos (muito usada pelo exército americano nas Duas Grandes Guerras para esse fim), induz a um bom sono, se colocada sob o travesseiro. É tão querida que existe até um festival anual só para ela na cidade de Sequin, em Washington - dita no site como a capital norte-americana da lavanda.

Só sei que me tomei de amores por essa plantinha tão selvagem e delicada ao mesmo tempo, e quero tê-las nas minhas gavetas.


*Imagem: http://oldkentuckycandle.homestead.com/LavenderJellyJarCandle.html

1 comentários:

Vitóriah disse...

Eu também gosto muito da lavanda. Uso ela principalmente para queimaduras, para ferimentos em geral eu uso chá de eucalípto em um algodão. Usei também fazendo um banho para pés com água e 20 gotas de essência de lavanda (acho que seria o equivalente a umas 20 ou 30
flores). Meu marido estava com dores no joelho e depois disso, passou...

Beijão emuita LUz
Vi