sexta-feira, 23 de novembro de 2007

Um ritual Esbat para celebrar com crianças (aviso: o post é longo...)

Traduzido do artigo publicado por Wind*Dancer, no site Pagan Parenting

Materiais: vela para a Lua (ela sugere aquelas velas redondas, como bolas, gostei – mais simbólicas, impossível!) um sino (normalmente não uso, mas estou pensando...), velas para os Quatro Quartos, copos de leite e cookies em forma crescente para oferecer aos deuses e comer depois do jantar. Claro que tudo é adaptável, são sugestões da autora do ritual, inclusive as cores das velas, as próprias palavras, etc. Como disse antes, na magia, não há como ser muito rígido, ou vira dogma.

Comece tocando o sino para estabelecer o Espaço Sagrado. Quem toca o sino diz:
Tocando o sino para lançar o feitiço,
Deixe a hora sagrada começar
1 – 2 – 3
Que assim seja
A mãe abre o círculo dizendo:
Grande Mãe, crie em torno de nós
Um círculo de luz radiante
Onde podemos honrar
Nosso Senhor e nossa Senhora
Proteja-nos, guie-nos e ame-nos.


Diga às crianças para imaginar uma luz azul prateada cercando-os para criar um círculo. Explique que este “círculo de luz” significa que queremos fazer deste lugar um espaço sagrado para honrar a Deusa e o Deus. Explique que um lugar sagrado não precisa ser em uma igreja, pode ser na sua sala de jantar, em um canto do jardim ou mesmo na escola, desde que se mostre o respeito e honra que a Deusa e o Deus merecem, ao criar seu espaço sagrado primeiro. Quando estiver pronta, pode continuar explicando que este é um espaço fora do tempo e um tempo fora do espaço. Talvez seja melhor pular esta parte com crianças pequenas, pois pode ser muito confuso e um pouco assustador para elas.
Em seguida, chame os ”Quatro Quartos”. Explique que isto é para pedir aos Antigos que juntem suas forças às nossas para tornar nosso círculo mais forte.

Acenda uma vela amarela e diga:
Chamo os Antigos do Leste
Espíritos Guardiãos do Ar
Para assistir este ritual e guardar este círculo

Acenda uma vela vermelha e diga:
Chamo os Antigo do Sul
Espíritos Guardiãos do Fogo
Para assistir este ritual e guardar este círculo

Acenda uma vela azul e diga:
Chamo os Antigos do Oeste
Espíritos Guardiãos da Água
Para assistir este ritual e guardar este círculo


Acenda uma vela verde e diga:
Chamo os Antigos do Norte
Espíritos Guardiãos da Terra
Para assistir este ritual e guardar este círculo


Em seguida a mãe diz:
O círculo foi lançado
Os Antigos foram chamados
Agora é hora de saudar a Deusa e o Deus:
Grande Mãe, cujo símbolo é a lua da noite brilhante,
Pai Celestial,cujo símbolo é o sol ardente,
Pedimos que juntem-se à nossa família
Para essa Celebração da Lua Cheia.
Acenda a vela da Lua:
Acendemos esta vela em honra à Nossa Senhora,
Nesta noite quando a Lua Cheia aparece no alto do céu
Como símbolo de nosso amor e respeito pela Deusa.

A mãe abre os braços anunciando:
Mais uma vez nos juntamos sob a Lua Cheia
Para dividir nossa alegria de viver, e para agradecer ao Senhor e à Senhora
por tudo que eles nos deram e por tudo que temos.


Servir então o jantar. Durante o jantar, e entre partes do ritual, aproveitamos para converser sobre ciclos, como o que mudou desde a última Lua Cheia, ou desde a Lua Cheia do mesmo mês no ano anterior. Meu marido adora astronomia, então ele gosta de falar sobre poruqe a Lua fica cheia em relação ao sol e tudo o mais. É bom manter a conversa bem simples e deixar fluir, porque, pode acreditar, se você tentar manter crianças no assunto, elas ficam entediadas e você, frustrada. Mas elas adoram ouvir histórias sobre os “Tempos Antigos”, com mitologias grega e romana sobre a Deusa Lua, por exemplo.

Depois do jantar, limpe a mesa exceto pelas velas e copos de leite. Traga os cookies e peça a alguém para dizer a benção, segurando o prato e dizendo:
Agradecemos aos Espíritos da Terra que nos deram esta comida.
Agradecemos aos homens e mulheres que ajudaram a plantar e prepará-la.
Agradecemos ao Senhor e à Senhora, e abençoamos essa comida em seus nomes.

Passe os cookies. Quando todos tiverem terminado de comer, a mãe pode dizer a benção final:
Mãe de todos, Rainha da Noite
Pai de todos, Senhor do Céu,,
Olhe por todos aqui reunidos e nos deixe seguros em seus braços amorosos
Até que a Lua esteja cheia de novo.

A mãe apaga a vela da Lua e diz:
Abençoados sejam.

Agora é hora de fechar o ritual. Explique que o ritual acabou e que precisamos agradecer aos Antigos pela ajuda e orientação, agradecer à Deusa e ao Deus por juntarem-se a nós e liberar o círculo, desfazendo o espaço sagrado.

A criança diz:
Obrigado e adeus, Antigos do Este,
Espíritos Guardiãos do Ar.
Vão em paz.
(apagar a vela amarela)

Obrigado e adeus, Antigos do Sul,
Espíritos Guardiãos do Fogo.
Vão em paz.
(apagar a vela vermelha)

Obrigado e adeus, Antigos do Oeste,
Espíritos Guardiãos da Água.
Vão em paz.
(apagar a vela azul)

Obrigado e adeus, Antigos do Norte,
Espíritos Guardiãos da Terra.
Vão em paz.
(apagar a vela verde)

Agora a mãe dá adeus à Deusa e ao Deus:
Agradecemos à Deusa e ao Deus por dividir esse momento especial com nossa família.
Que os guardemos em nossos corações e sigamos seu caminho de amor todos os dias.
Que assim seja.
Toque o sino e diga:
Tocando sino, desfaço o feitiço, e a hora sagrada terminará.
1 – 2 – 3
Que assim seja, até nos encontrarmos de novo.


Explique que este é o sinal de que a hora sagrada terminou e que nosso espaço sagrado foi liberado. Ou seja, tudo volta ao normal.

1 comentários:

Calathiel - Wiccan Light disse...

Que lindo! Agora vai ficar mais fácil celebrar Esbats e Sabbats com minha irmãzinha (que fica perguntando...)
Parabéns, seu blog é lindo!
Seja abençoada!