terça-feira, 24 de junho de 2008

Noite de Yule


Feliz Yule atrasado (pra variar...)!! E para quem segue a Roda Norte, feliz Litha!
Na sexta-feira de manhã, Lucas já acordou perguntando sobre os preparativos do sabbath. Quis logo armar a árvore, então depois do café-da-manhã, deixei que montasse uma árvore pequena de madeira que temos, e que ele adora, com enfeites pequenininho também. Quando voltei à noite do trabalho, levei algumas imagens de pentagramas, espirais, sóis e luas tríplices que havia escolhido mais cedo na Internet, e já havia mandado plastificar na papelaria perto do trabalho, a Shop do Papel, de Copacabana, que sempre me atende super-bem:

Depois fomos enfeitar uma maçã e um limão com cravos. Lucas adorou espetar quase todos os cravos sozinho, sem ajuda, e ficaram fofos, com um cheirinho delicioso. A maçã ele colocou pendurada na estante do seu quarto, e o limão, na porta de entrada, para receber bem quem chegasse:


Consegui um bloquinho de madeira de cedro para fazer a tora de Yule, e Lucas enfeitou colorindo "com as cores certas" de Yule, segundo ele, e desenhando espirais "para proteção". Depois de colocadas as velas - com cores representando os três aspectos da Deusa - e os enfeites, ficou bem bonitinho:


Eu estava em dúvida sobre o que preparar para o jantar, e acabei fazendo uma torta de forno de frango, queijo, tomate e especiarias, que ficou deliciosa, e de sobremesa, bolo de cenoura com cobertura de chocolate, que é a preferida do meu filho. Ele repetiu, sinal de que ficou mesmo gostoso! Rodrigo fez um suco natural de morango para acompanhar, e tivemos nosso jantarzinho.


Em seguida, fizemos nosso pequeno ritual, bem simples e objetivo, simplesmente agradecendo o que temos, e pedindo força e proteção para os dias de inverno que estava começando. Como estava chovendo lá fora, não deu para queimar a "mini-tora" na varanda, como havia planejado, mas tirei algumas lascas e queimei no caldeirão para manter a tradição e trazer sorte. Nessa hora, Lucas sempre vem para meu colo para ver melhor o fogo - ele adora, não fosse a salamandrazinha que é, meu leonino - e sempre nessa hora também, ele me abraça e diz que me ama. Não sei se a luz apagada da cozinha, o fogo e as sombras projetadas na parede o deixam meio medroso e um pouco sentimental, mas é sempre assim, e claro, adoro esse momento, em que ficamos observando as chamas no silêncio só interrompido por esse "te amo, mamãe".


Fechado o círculo, fomos para a cama, para saber o que Harry Potter estava aprontando, e só!

PS: Todas as fotos foram tiradas pelo Lucas, exceto a em que o próprio aparece, claro. Acho que o bruxinho tem talento, e pode ser um ótimo fotógrafo no futuro, como o tio Evaldo, meu irmão, que é excelente profissional na área! :0)

5 comentários:

Green Womyn disse...

As fotos ficaram lindas, o filhote tem mesmo talento!

eu sou anfibia disse...

nydia, que coisa mais gostosa!
vc devia fazer um manual de como celebrar os sabats com as crianças.. suas idéias são lindíssimas!
aqui o maridão chegou a confiscar o tarô do meu menino snif!!! ainda demora um pouquinho pra gente poder celebrar assim livremente. parabéns.
beijos

Sara disse...

Nydia, adoro seu blog!
Suas comemorações são feitas de formas lindas mesmo ^^
E o seu filhinho é lindo!
Quaaaando tiver o meu vou fazer assim, tbm, ensiná-lo a amar a natureza e tudo que há de bonito :D
Tbm sou wicca, e acabei de fazer um blog, depois dê uma passadinha por lá! :)
beijo!

Sara disse...

É mesmo.
Eu até pensei em faze-lo no computador mesmo, mas desisti logo. Gosto muito do trabalho manual, de estar escrevendo, fazendo colagens.
O problema do livro mesmo ou do caderno, que eu acho, é que fica mais difícil de organizar - enquanto no fichário dá pra fazer uma seção de cada coisa, e eu prefiro assim.
Mas não sei por qual motivo, também não me dei muito bem com o fichário. Agora acho que tenho que deixar é de frescura e fazer um logo, já passou da hora! Tiveram muitas coisas que deixei de registrar por conta disso, e muuuuita coisa pra passar a limpo.
O meu problema maior, eu acho, é que eu sou mesmo muito enrolada, e fico no "amanhã eu faço" a vida inteira.
Pooor isso, amanhã ( e dessa vez nã o é só promessa) vou na rua fazer umas comprinhas para colocar meu grimório em funcionamento.

Vou te adicionar aquí tbm! :D
Nossa, adoro suas comemorações.
Pena eu não poder fazer aquí em casa, pois ainda moro com meus pais, que são evangélicos e infelizmente não aceitam minha religião.
Por isso sonho tanto no dia que estiver na minha casa, e mais adiante, quando tiver o meu filho, e poder ensinar a ele tudo o que eu aprendí no caminho da Magia, que se tornou meu elemento fundamental de equilíbrio. Como mudou a minha vida! Por enquanto, só alguns rituais mais simples, e muito estudo!

Sara disse...

(nossa, que comentário grande!)
rsrs